Nova Página: Glossário

Como tenho comprado muitas coisas pela internet e nem sempre sei os nomes das ferramentas ou peças para pesquisar, fiz essa lista mastigadinha com algumas especificações para ajudar na pesquisa:

https://ravinagre.wordpress.com/glossario-de-pecas/

Espero que seja útil!

Testes do hotend e filamentos do Roberto [RJ]

Um aspecto que não sou muito ‘fera’ mas que é muito legal da Reprap e da comunidade é a possibilidade de adaptação de qualquer item do projeto. Aqui vai uma experiência feita e relatada pelo do Roberto [RJ]:
Relato:
Pessoal nessas 3 fotos mostro nosso biquinho feito de válvula de retenção de gás em refrigeração.
Hotend com bico de refrigeração e tudo de freio

Hotend com bico de refrigeração e tubo de freio cerca de R$ 5,oo o metro!

Neste hotend tem uma pecinha que se mostrou importante que é a buchinha com parafuso que prende todo o conjunto aquecedor contra o bico roscado segurando toda a força que vem da extrusora.

Pode ser vista logo abaixo da PTFE no caninho de cobre.
Ver também que a fita teflon amarra todo o conjunto e depois de algumas horas parece que nada foi usado ainda.
Extruder montado na CNC do Roberto

Extruder montado na CNC do Roberto

Todos estes filamentos mostrados nas fotos foram feitos com este hotend. O Plastico branco é PLA cedido pelo Raphael Vinagre para testes e funde bem e tranquilo.(lado esquerdo das fotos).

Aproveitando a temperatura do PLA, troquei pela espiral TRANSPARENTE de caderno com 3mm que eu estava louco para experimentar. (veja na foto na parte da superior direita).
Aconteceu o seguinte, o PLA foi terminando e o transparente começou a aparecer na mesma temperatura acho que devia estar a 175º C.
Fios extrudados

Diversos fios extrudados. Vejam no teclado lado direito quase invisível e parecendo um fio de pesca.

Interessante é que ficou exatamente um tipo de fio de pesca apesar de menos flexível e mais interessante é que praticamente dobrou a espessura do fio, saiu com 0.1 mm e o PLA com 0.06  mm .
Como deixei passar da temperatura aconteceu que o transparente carbonizou dentro do bico entupindo tudo.
Então neste teste fica definido que a espiral de caderno apesar de fundir  bem não é apropriado para REPRAP pois carboniza.
Abraço
Roberto [RJ]

Torno caseiro do Wazen

Este post traz Apresentação em vídeo e algumas fotos do torno caseiro (DIY) do Roberto [RJ] que é amigo do grupo reprap-br, mestre em construção engenhocas e pizzas de anchova que sempre são servidas quando vou lá pedir ajuda e trocar umas peças, angústias e idéias sobre a Reprap.

Vista geral do torno, abaixo estão as baterias de 24V.

Vista geral do torno, abaixo estão as baterias de 24V e na direita o comando que é o próprio acelerador do patinete dos netinhos.

Peças
A parte elétrica é de um patinete motorizado dos netos que ele desmontou. Através de uma correia aciona o eixo do mandril. Isso é bom porque não transmite as vibrações e choques no eixo para o motor, o que se feito reduz muito a vida util deste.

Baterias do patinete usados para acionar os motores do torno

Baterias do patinete usados para acionar os motores do torno. Elas também estão ligadas a tomada por um regulador de voltagem de 24V ligado a tomada, mas podem funcionar sem isso  também. Esta caixinha preta tem ligação com o acelerador e é o PMW PWM (pulse width modulation) que regula a velocidade.

A base (mesinha) é de uma tupia mas poderia ser qualquer coisa, eu teria feito numa madeira por exemplo.Os trilhos de alumínio são de placas de propaganda e dá pra encontrar em lojas de material de letreiro ou adaptar trilhos de cortina (agora eu tenho visto uns modelos bons e mais fortes) ou em loja de som que vende perfis de alumínio para fabricar caixa de som.

Manivelas de regulagem do torno na base de PTFE

Manivelas de regulagem do torno na base de PTFE

Tem vários elementos em PTFE UHMW mas poderia ser outro material também como madeira ou alumínio, as barras rocadas na loja de construção e o mandril é peça de ferro velho. O Roberto me mandou aqui o link do distribuidor de plástco onde isso pode ser comprado aqui no Rio (também tem o PTFE para o bico da Reprap): http://www.incomplast.com.br/htm/materiais.htm

Construção
A construção é bastante simples e não precisa de nenhuma ferramenta ou material muito especiais ou difíceis de achar. Claro que é importante ter um alinhamento legal, mas nada que uma boa régua de metal não consiga medir.

Detalhe dos trilhos do torno vistos de cima

Detalhe dos trilhos e do eixo fixo do torno vistos de cima

Gostei muito destes blocos de PTFE acomodando as barras roscadas que fazem as regulagens de distância, uma solução muito simples mas com um resultado surpreendente.

Novos produtos da Ultimachine

A ultimachine soltou um post com produtos novos, particularmente gostei das correias e polias GT2 com o kit a USD 36,oo, as LM8UU a USD 1.75 cada e materiais de impressão novos, como o Policarbonato (PC) que é ultrarresistente (é assim que usa essa estranha nova ortografia?) e um tal de PVA solúvel em água.

Correia e Polia

Tentação

http://ultimachine.com/content/timing-belt-pulley-gt2-kit

Policarbonato

UltiMachine Recently Added Products | UltiMachine

http://ultimachine.com/content/polycarbonate-3mm-clear-1kg-spool

UltiMachine Recently Added Products | UltiMachine.

via UltiMachine Recently Added Products | UltiMachine.

Compras: Parafusos / Barras de rosca

Esse é o item mais fácil de comprar, muita coisa voce acha em loja de construção perto de casa.

Material
Eu comprei tudo de inox, mas a rigor não é necessário. Na lista sempre se discute o melhor material, que o ferro é mais rígido que o inox etc. A conclusão que o grupo chegou com ajuda dos engenheiros é que pelas dimensões da Prusa a diferença é irrelevante. Hoje com o dólar subindo o inox está mais caro, foi a explicação que recebi na Olinox semana passada (pedi 70 parafusos 3mm x 30mm e queriam mais de R$ 70,oo! – ai fui na Soberana e comprei de latão – e fenda –  por R$ 3,58).
Minha recomendação é, se puder, compre inox, mas se o preço for exorbitante, só compre de inox o que tiver movimento, como os eixos do motor Z e as peças da extrusora.

Lojas (Rio de Janeiro)

Lista de material
Como tudo na Prusa (e Opensource) está sujeita a variações. Pessoalmente eu compro tudo dobrado, porque é sempre bom ter reservas, principalmente das coisas que ocupam menos espaço.

Fazendo o parafuso

Comprando as peças da Reprap reparei que era dificil achar parafusos de determinados tamanhos, então resolvi montar os meus, com uma barra roscada, porcas e um travarosca de alta aderencia, fica molezinha

Dica de amigo
Voce vai precisar de muitos parafusos. Compre duas barras roscadas, de 3mm e 4mm mais 100 parafusos e arruelas pra cada mais um trava-rosca. Assim, quando voce estiver na onça não vai precisar parar o trabalho. Veja aqui como fazer seu parafuso do tamanho que voce quiser.

Fornecedor: Peças Impressas.

As minhas peças, eu comprei com o Muringa faz uns 3 meses. São de PLA que é menos resistente que o ABS, mas é ecologicamente correto embora para esta aplicação eu não veja muito sentido pois não pretendo reciclar a minha Prusa tão cedo.

Peças impressas

Peças feitas pelo Muringa, boa qualidade e suporte, tive a oportunidade de pegar pessoalmente com ele em Campinas e receber algumas instruções de montagem.

Muringa: http://reprapbr.com.br

O Paulo Fernandes comprou a dele no Mercado Livre com o Muringa de PLA também e pelo o que fala no blog a qualidade é muito boa.

Adendo
Tem uma coisa legal e saudável da comunidade que é o debate. O Muringa deu uma olhada aqui no blog, corrigiu o fornecedor do Paulo e disse que o kit original dele de ABS trincou. Além disso, as minhas presilhas que quebraram e substui por ABS ele disse que teve problemas para fixar o eixo de uma outra impressora com ABS garantindo que o PLA é melhor mesmo tendo que ter mais cuidado na hora de apertar.

Fornecedor: barras lisas, ou guia linear

Graças ao Maia e ao Roberto [RJ] Wazen achamos um fornecedor no Rio! Eu perdi duas tardes em São Cristóvão buscando isso, mas agora temos um lugar para nos abastecer aqui na Cidade Calamitosa:

Tupaíba Ferro e Aço
Rua Bonsucesso, 457 – an 1
Rio de Janeiro – RJ – CEP 21040320
Bairro: Bonsucesso
Tel.: (21) 2560-6887

As barras que foram compradas, eram de aço chromo e 3m foram cerca de R$ 37,oo.

http://inbr.biz/tupaiba-ferro-e-aco-ltda
aqui, no apontador

Mais sobre as barras roscadas:
Neste post: Smooth Rod, eixo ou guia linear?
Reciclando as barras lineares de impressoras velhas 

Nova categoria: Fornecedores

Criei esta nova categoria e gostaria que vocês me ajudassem. Pelas estatísticas do blog, a coisa mais procurada é justamente onde comprar as peças e não a toa foi onde eu empaquei na montagem da minha Prusa.

Peças!

Thick Sheet, ou aquelas placas de madeira da Prusa que quase não se fala na montagem

Todo mundo tem vontade de comprar as peças logo sair montando a Prusa de uma vez, mas a não ser que voce compre o kit completo, o deve sair barato por mais de R$ 3.000,oo, voce vai ter que correr atrás, ir em lojas desconhecidas do grande público, desmontar aparelhos para catar motores, fios ou rolamentos e adaptar bastante, o que convenhamos, é a parte mais legal.

Um destes dilemas foi quando precisei das bases de madeira para a mesa do eixo X. Ficou obscuro pelo wiki o que eu deveria fazer, onde entravam as placas se eram uma ou duas (algumas pessoas fazem só com uma) e fiquei sem saber o que fazer.

Opções no Thingiverse
Tem algumas diferentes, essas podem ser cortadas numa CNC laser ou router, mas o mais simples mesmo são as opções oficiais que o Muringa me passou do blog do Adrian.
http://www.thingiverse.com/thing:15888

Solução simples
Me foi passada pelo Muringa num pdf. É essa que estou seguindo. A rigor, não precisa destes desenhos mirabolantes feitos em sua maioria para economizar peso e melhorar a visualização e resfriamento pelos seus furos.
http://reprap.org/wiki/Thick_Sheet

Resumo
As placas podem ser feitas em qualquer material que aguente o tranco e não tem uma função tão especial assim para justificar um investimento alto. Para ficar no simples e barato, a maioria vai de MDF. A versão 2 (iteraction 2) da Prusa usa somente uma placa de 225mm×225mm sobre os rolamentos lineares. Os furos são simples de fazer também.

Um motivo para ter vontade de imprimir 3D: Thingverse

Montar a impressora é legal. Alguns gostam mesmo é de fazer a engenhoca (né Wazen? Bora botar esta CNC para funcionar!) e depois já querem partir para outra coisa mais complexa. Bom, eu ainda estou pensando no que imprimir e já tenho a minha lista.

Para quem não conhece, o Thingiverse, é um site que é uma espécie de repositório de  objetos open source reproduzíveis. Voce pode baixar os arquivos CAD ou 3D, melhorar, modificar e… imprimir! Tem para todos os processos: reprap, laser CNC, router, resina.

Tem muita papagaiada, aliás, ainda não entendi porque o mestre Yoda ainda é o mais baixado quando tem tanta coisa útil para ser impressa… enfim. Logo abaixo tem uma lista de coisas em que eu fiquei de olho. Dêem uma olhada:
http://www.thingiverse.com/

Minitorno (Lathe) impresso na Reprap:

Minitorno do Thingiverse, esse requer alguns rolamentos e eixos lineares, que são molezinha de conseguir, qualquer impressora velha te dá isso. Consegui umas 20 barras num scanner esta semana. Link dos arquivos: http://www.thingiverse.com/thing:9242

Esse é mais simples!

Esse é mais simples ainda. Link para os arquivos: http://www.thingiverse.com/thing:1570

Centrífuga
Que tal imprimir uma centrífuga já aprovada nos EUA para mandar brasa nas suas amostras? Quanto é uma aqui no BR? Caro? Aqui voce pode comprar uma mini retífica, imprimir esta peça e pronto… com R$ 100,oo e alguns cuidados básicos de segurança voce tem uma ultracentrífuga.

Este modelo usa tubos Eppendorf de 1.5ml/2ml. A 3.000 RPM ela dá 400g de carga, a 10.000 RPM 4400g e a 30.000 RPM (alguns modelos de Dremell chegam a isso) ela vai a 50,000 vezes a força da gravidade o que a põe no território das ultracentrífugas.
Mais informações e documentação em: http://www.thingiverse.com/thing:1483

E aí, o que voces querem imprimir?